CANTINHO MÁGICO

domingo, 7 de outubro de 2007

As asas se batem
Querem alcançar a liberdade
Não querem mais casulo
Apenas coragem
E ao bate-las
Não mais se reconhecem
Trocam de identidade
Se transformam em borboletas
Escorregam pelos ventos
Residem em flores
Suas cores e suas pétalas
São um primor para os homens
E de tudo na vida tira-se um proveito
Seja na forma de palavras,pinturas ou desenhos

O seu ritmo
Parece que encanta
Pois nada é mais belo
do que a sua leveza

E tanto as borboletas como os pássaros
Nos inebriam por sua beleza
e suas penas multicoloridas
Seus instintos que interessam tanto aos biólogos
e sua capacidade de tão elevada inspiração.

Um comentário:

mila disse...

Quando entrei aqi, me senti no paraíso.
Teu bogger é muito especial como você amiga.
bejo.

www.borboletaprateada.blogspot.com