CANTINHO MÁGICO

quarta-feira, 2 de julho de 2008

"CORTINA"


Para encontrar a Luz, é preciso antes encontrar a escuridão. Se você estiver
de dia numa sala onde as cortinas estejam fechadas, você pensará em acender
a luz? Não, você abrirá as cortinas. A Luz está sempre presente, ela nunca
vai embora.
Quando eliminamos as cortinas, baixa auto-estima, auto-depreciação, egotismo
vaidade, elitismo, julgamento, egoísmo, egocentrismo, preguiça, impaciência
dúvida ensurdecedora, e todos os nossos outros velhos inimigos permitimos
que o amor e a felicidade entrem de forma abundante.
Hoje, lembre-se de que a Luz não foi embora. Ela nunca a abandonou, simplesmente está encoberta. Encontre e rasgue as cortinas dentro de você mesma. Quais são as suas cortinas pessoais, que escondem sua luz interior? Deixe a iluminação entrar.

*****SOLIDÃO******




Ao passar algum tempo, só você descobre o caminho que leva às profundezas do seu ser; você ouve as vozes do seu coração falando em silêncio; você abandona as distrações do dia... e entra no jardim secreto da alma.
É nesse lugar que a parte mais profunda do seu ser a aguarda; que tudo aquilo que você ama floresce. É também onde suas tristezas sem solução crescem como arbustos retorcidos.
Seja corajosa e esteja disposta a ficar sozinha no jardim do seu ser.
Você verá todos os lindos aspectos de quem você é, pois aqui no jardim terá tempo para arar o solo sagrado da sua vida interior.
Você poderá retirar as ervas daninhas que cresceram sobre seus sonhos e começar a cultivá-los novamente.
Talvez você descubra os medos enterrados há muito tempo; talvez fique surpresa ao ver que aquilo que é importante para você foi negligenciado.
Você regará as flores de suas tristezas e verá sua beleza suave; começará a abrir o emaranhado dos arbustos dos problemas para deixar a luz entrar. Aqui no silêncio você poderá sentar-se e não fazer nada: somente respirar.
Talvez sinta que parte de você foi esquecida. Aquela que sabe o que você quer... não o que os outros querem de você. Aquela que pode ouvir a voz que vem de dentro unindo você a tudo o que você é.
Esse jardim está esperando por você, mesmo que esteja malcuidado, mesmo que você o tenha deixado para trás.
Entre no jardim do seu ser; cuide das lindas partes que estão crescendo ali; ame a vida que lhe foi confiada; descanse e ouça a música profunda e alegre da sua alma; fique algum tempo sozinha, pois a solidão cuidará muito bem de você, fazendo-a sentir-se plena... não com aquilo que sempre quis, mas com a ausência de tanto querer.
A solidão renovará você e, como a luz do sol sobre as flores, a tocará com a paz e a tranquilidade.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Mário Quintana

A princípio, bastaria ter saúde
dinheiro e amor,
o que já é um pacote louvável,mas nossos desejos são
ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre:queremos, além de saúde,
ser magérrimos, sarados, irresistíveis.Dinheiro? Não basta termos
para pagar o aluguel,
a comida e o cinema:queremos a piscina olímpica
e uma temporada num spa cinco estrelas.
E quanto ao amor? Ah, o amor...
não basta termos alguém com quem podemos conversar,dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando.Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.Queremos estar visceralmente apaixonados,queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados,queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo,queremos sexo selvagem e diário,queremos ser felizes assim e não de outro jeito.

É o que dá ver tanta televisão.Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade.Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais,feliz com um parceiro, feliz sem nenhum.Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.Dinheiro é uma bênção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo.Não perder tempo juntando, juntando, juntando.Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado.E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda,buscando coisas que saiam de graça,como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.
Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.Fazer exercícios sem almejar passarelas,trabalhar sem almejar o estrelato,amar sem almejar o eterno.Olhe para o relógio: hora de acordar.É importante pensar-se ao extremo,buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduzmas sem exigir-se desumanamente.A vida não é um jogoonde só quem testa seus limites é que leva o prêmio.Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.

Se a meta está alta demais, reduza-a.Se você não está de acordo com as regras, demita-se.Invente seu próprio jogo.Faça o que for necessário para ser feliz.Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples,você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.Ela transmite paz e não sentimentos fortes,que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração.Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.
Mário Quintana

segunda-feira, 30 de junho de 2008

ELIANE


ESSA FADA SE CHAMA ELIANE !!!!!
FOI MINHA AMIGA ELIANE Q UE
POSTOU NO MEU ORKUT .
FOI UM LINDO PRESENTE ,
OBRIGADO LINDA !!
BJSSSS.

VIVA A MAGIA DAS FADAS

VIVA A MAGIA
DAS FADAS
CANTE, ENCANTE
VIVA TUDO QUE HÁ DE BELO EM SUA VIDA
AME A NATUREZA
AME OS ANIMAIS
ENTRE EM SINTONIA
COM AS FADAS
E VIVA FELIZ

LIBERDADE

www.borboletaprateada.blogspot.com