CANTINHO MÁGICO

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

sábado, 3 de novembro de 2007


Crença na distorção do tempo é comum às fadas de todas as regiões. Uma noite em seus domínios equivaleria a vários anos no tempo dos mortais. Há relatos de histórias de pessoas que ao posicionar-se em um anel de fadas, acreditam ter ali permanecido observando o Baile das Fadas por breves minutos, mas em nosso mundo só reaparecem após muitos anos.

Entradas secretas protegem o acesso aos domínios das fadas e geralmente estão localizadas em montes ou tronco de árvores. Acredita-se que as fadas possuem uma enorme repulsa ao ferro e este metal deve ser usado como proteção contra elas quando necessário. Alguns folcloristas crêem que esta lenda deu origem a utilização do ferro para arar a terra e derrubar árvores, representando o poder do homem em violentar a Natureza. Diz, esta lenda ainda, que deve-se sempre deixar um pedaço de ferro na porta de entrada do domínio das fadas, para evitar que ela feche. As fadas não tocariam no ferro, e assim não poderiam impedir que a pessoa regressasse quando quisesse.


Há, entretanto, métodos de resgate de cativos de fadas. Se alguém que você conhece desapareceu em um anel de fada, você deve retornar a este lugar um ano e um dia mais tarde. Coloque somente um pé dentro do anel e poderá ver as fadas bailarinas e a pessoa que pretende resgatar. Com ambos os braços, agarre-a fortemente e puxe com força para fora do anel.

Todo aquele que deseja imensamente encontrar-se com as fadas, é necessário primeiro, aprender o máximo possível sobre elas, pois todo o cuidado é pouco quando se pisa em território totalmente desconhecido.


Alerta-se para nunca se colocar ambos os pés em um anel de fadas, pois poderá ficar perdida no Mundo das Fadas. Um anel de fadas é um círculo redondo de cogumelos que pode ser encontrado em campos abertos e até em jardins e é o lugar onde as fadas dançam. Quem pisar dentro dele será capaz de ver o "Baile das Fadas", antes invisível e poderá também ouvir a doce e bela música, onde antes só havia silêncio. A música e a dança são tão contagiantes que os que a presenciam podem perder totalmente a noção do tempo.

Nunca coma da comida das fadas, não importa o quanto cortesmente lhe forem oferecidas. Quem a comer, pode ficar indefinidamente cativo em seu Mundo.

sexta-feira, 2 de novembro de 2007


_)_

É SÓ UM MOMENTO DE IDIOTICE!!!!!

SOU ALGUÉM Q TÁ PERDIDO NUM BARCO A DERIVA
SOU ALGUÉM QUE DÁ BOM DIA A QUEM QUERO BEM
SOU ALGUÉM QUE GUARDA LEMBRANÇAS SÓ DO BEM
SOU MESTRA NA ARTE DO OUVIR...
SOU DIFERENTE PRA QUEM QUER O NOVO.
SOU FIEL NAS PALAVRAS...
MAS TODOS TEMOS O OUTRO LADO..
O ESQUERDO
O NEGRO
O CONTRADITÓRIO
O NÃO SER BONZINHO A TODO INSTANTE
O LADO PERIGOSO DE UM ALMA MACHUCADA
O LADO SUJO DOS PENSAMENTOS
O LADO ABANDONADO ...
O LADO QUE ERA DOCE E TORNA-SE AMARGO...
NÃO QUEIRAM CONHECER ESSE LADO
NUNCA ME DIGAM COISAS QUE EU ACREDITE......
FAÇAM CUMPRIR AS PALAVRAS
POIS ALGUÉM AKI DENTRO DESPERTOU E NÃO É NADA AGRADÁVEL......
ANOS E ANOS DE FIDELIDADE...
ASSIM DE REPENTE..AS COISAS MUDAM, EU MUDEI TB.
TÔ NUM MOMENTO DE ESPERA....
TÔ OBSERVANDO CADA PASSO
TÔ AÍ BEM PERTO TE OLHANDO
ANALISANDO CADA GESTO, CADA SORRISO, CADA OI ......
oH!!MUNDINHO!!
QUEM MANDOU ME CONHECER?
AGORA QUER MUDAR A ROTA?????
NÃO DÁ MAIS.....
JÁ ESTOU NO SEU CAMINHO.
ME DEU GUARIDA.NÃO DEVIA.
SE ACHA ........
NUNCA ROUBE O BRINQUEDO DE UMA CRIANÇA MIMADA!!ELA É SOLITÁRIA E GUARDA CD COISINHA SUA COM MUITO CARINHO E EGOÍSMO, POIS A MÃO?ENTÃO VAI BRINCAR COM ELA......NÃO FAÇA ELA SE MAGOAR....
AH, DIGA BOM DIA À ELA!!!!!!
TODA CRIANÇA MÁ GOSTA DE ATENÇÃO REDOBRADA,NÃO ESQUEÇA DELA NUNCA!!!!!!!
O AMIGUINHO DEVE SER GENTIL SÓ PRA VARIAR...
JÁ QUE TÃO CUIDADOSO COM OS AMIGOS E AMIGUINHAS.SEJA GENTIL, NÃO PISE NA ALMA QUE VOA, NA ALMA QUE ENCANTA,
NA ALMA QUE SE DEU....
VOU SORRIR SEMPRE!!VOU LAVAR O ROSTO E TIRAR A TINTA.....
O NARIZ VERMELHO NÃO COMBINA MAIS.......
(LÁGRIMAS VÃO VIRAR UMA POÇÃO MÁGICA)
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
COISA DE VENLIFTIANOSSSSS.

AS MULHERES (ARNALDO JABOR)

As Mulheres (segundo Arnaldo Jabor)

O cara faz um esforço desgraçado para ficar rico pra que?
O sujeito quer ficar famoso pra que?
O indivíduo malha, faz exercícios pra que?

A verdade é que é a mulher o objetivo do homem.
Tudo que eu quis dizer é que o homem vive em função de você..
Vivem e pensam em você o dia inteiro, a vida inteira.
Se você, mulher, não existisse, o mundo não teria ido pra frente.
Homem algum iria fazer alguma coisa na vida para impressionar outro homem,
para conquistar um sujeito igual a ele, de bigode e tudo.
Um mundo só de homens seria o grande erro da criação. Já dizia a velha frase
que atrás de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher".

O dito está envelhecido. Hoje eu diria que "na frente de todo homem
bem-sucedido existe uma grande mulher".
É você, mulher, quem impulsiona o mundo.
É você quem tem o poder, e não o homem.
É você quem decide a compra do apartamento, a cor do carro, o filme a
ser visto, o local das férias.
E, se você que está lendo isto aqui for um homem, tente imaginar a sua
vida sem nenhuma mulher.
Aí na sua casa, onde você trabalha, na rua. Só homens. Já pensou?
Um casamento sem noiva?
Um mundo sem sogras?
Enfim, um mundo sem metas.

ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS OS HOMENS GOSTAM TANTO DE MULHERES:

1- O cheirinho delas é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.
2- O jeitinho que elas tem de sempre encontrar o lugarzinho certo em nosso
ombro.
3- A facilidade com a qual cabem em nossos braços.
4- O jeito que tem de nos beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.
5- Como são encantadoras quando comem.
6- Elas levam horas para se vestir, mas no final vale a pena.
7 - Como sempre ficam bonitas, mesmo de jeans com camiseta e rabo-de-cavalo.
8 - Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio.
9 - Como ficam lindas quando discutem.
10 - O modo que tem de sempre encontrar a nossa mão.
11 - O brilho nos olhos quando sorriem.
12 - O jeito que tem de dizer "Não vamos brigar mais, não.."
13 - A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma delicadeza.
14 - O modo de nos beijarem quando dizemos "eu te amo".
15 - Pensando bem, só o modo de nos beijarem já basta.
16 - O modo que têm de se atirar em nossos braços quando choram.
17 - O jeito de pedir desculpas por terem chorado por alguma bobagem.
18 - O jeitinho de dizerem "estou com saudades".
19 - As saudades que sentimos delas.
20 - A maneira que suas lágrimas tem de nos fazer querer mudar o mundo para
que mais nada lhes cause dor.

Isso não é uma corrente, apenas mande para todas as mulheres de sua lista
para elas perceberem o quanto são importantes, e para os homens, para que
eles lembrem o quanto vocês são essenciais!!!

Arnaldo Jabor.


quinta-feira, 1 de novembro de 2007

TEXTO DA RITA LEE


"Eu tinha 13 anos, em Fortaleza, quando ouvi gritos de pavor.
Vinham da vizinhança, da casa de Bete, mocinha linda, que usava tranças. Levei apenas uma hora para saber o motivo. Bete fora acusada de não ser mais virgem e os irmãos a subjugavam em cima de sua estreita cama de solteira, para que o médico da família lhe enfiasse a mão enluvada entre as pernas e decretasse se tinha ou não o selo da honra. Como o lacre continuava lá, os pais respiraram, mas a Bete nunca mais foi à janela, nunca mais dançou nos bailes e acabou fugindo para o Piauí, ninguém sabe como, nem com quem.
Eu tinha apenas 14 anos, quando Maria Lúcia tentou escapar, saltando o muro alto do quintal da sua casa para se encontrar com o namorado. Agarrada pelos cabelos e dominada, não conseguiu passar no exame ginecológico. O laudo médico registrou vestígios himenais dilacerados, e os pais internaram a pecadora no reformatório Bom Pastor, para se esquecer do mundo. Realmente; esqueceu, morrendo tuberculosa. Estes episódios marcaram para sempre e a minha consciência e me fizeram perguntar que poder é esse que a família e os homens têm sobre o corpo das mulheres? Ontem, para mutilar, amordaçar, silenciar. Hoje, para manipular, moldar, escravizar aos estereótipos. Todos vimos, na televisão, modelos torturados por seguidas cirurgias plásticas. Transformaram seus seios em alegorias para entrar na moda da peitaria robusta das norte americanas. Entupiram as nádegas de silicone para se tornarem rebolativas e sensuais, garantindo bom sucesso nas passarelas do samba.
Substituíram os narizes, desviaram costas, mudaram o traçado do dorso para se adaptarem à moda do momento e ficarem irresistíveis diante dos homens. E, com isso, Barbies de facaria, provocaram em muitas outras mulheres - as baixinhas, as gordas, as de óculos - um sentimento de perda de auto-estima. Isso exatamente no momento em que a maioria de estudantes universitários (56%) é composta de moças. Em que mulheres se afirmam na magistratura, na pesquisa científica, na política, no jornalismo. E, no momento em que as pioneiras do minismo passam a defender a teoria de que é preciso feminilizar o mundo e torná-lo mais distante da barbárie mercantilista e mais próximo do humanismo.
Por mim, acho que só as mulheres podem desarmar a sociedade. Até porque elas são desarmadas pela própria natureza. Nascem sem pênis, sem o poder fálico da penetração e do estupro, tão bem representado por pistolas, revólveres, flechas, espadas e punhais. Ninguém diz, de uma mulher, que ela é de espadas. Ninguém lhe dá, na primeira infância, um fuzil de plástico, como fazem com os meninos, para fortalecer sua virilidade e violência. As mulheres detestam o sangue, até mesmo porque têm que derramá-lo na menstruação ou no parto.
Odeiam as guerras, os exércitos regulares ou as gangues urbanas, porque lhes tiram os filhos de sua convivência e os colocam na marginalidade, na insegurança e na violência. É preciso voltar os olhos para a população feminina como a grande articuladora da paz. E para começar, queremos pregar o respeito ao corpo da mulher. Respeito às suas pernas que têm varizes porque carregam latas d'água e trouxas de roupa. Respeito aos seus seios que perderam a firmeza porque amamentaram seus filhos ao longo dos anos. Respeito ao seu dorso que engrossou, porque elas carregam o país nas costas.
São as mulheres que irão impor um adeus às armas, quando forem ouvidas e valorizadas e puderem fazer prevalecer à ternura de suas mentes e a doçura de seus corações. "Nem toda feiticeira é corcunda. Nem toda brasileira é só bunda.“

ANJO DA GUARDA


Alguém segura minha mão
Alguém me consola na tristeza e solidão
Eu não o vejo, mas ele existe ...
Estou feliz por estar aqui
Não tenho asas para voar contigo
Mais posso senti-lo comigo”

quarta-feira, 24 de outubro de 2007


Sintam a admiração de Carlos Drumond de Andrade pela Obra de Cora Coralina

"Minha querida amiga Cora Coralina: Seu "Vintém de Cobre" é, para mim, moeda de ouro, e de um ouro que não sofre as oscilações do mercado. É poesia das mais diretas e comunicativas que já tenho lido e amado. Que riqueza de experiência humana, que sensibilidade especial e que lirismo identificado com as fontes da vida! Aninha hoje não nos pertence. É patrimônio de nós todos, que nascemos no Brasil e amamos a poesia ( ...)."

( Carlos Drummond de [Rio de Janeiro, 7 out. 1983]. Carta de Drummond. In: Coralina, Cora. Vintém de cobre : meias confissões de Aninha. 4. ed. p. 23)

CECÍLIA MEIRELES


APRENDI COM AS PRIMAVERAS A ME DEIXAR CORTAR
PARA PODER VOLTAR INTEIRA.

AGORA

"AGORA"

Diz-se que os jovens desperdiçam a juventude. As pessoas que afirmam isto estão aceitando o mito de que só os jovens podem aproveitar a vida plenamente. A verdade é que as pessoas mais velhas não consideram que a juventude tenha sido a melhor época de suas vidas. A maioria aprecia mais a maturidade do que qualquer outra fase da vida.
Um grupo de colegas de universidade, que se encontram todos os anos, está reunido quarenta anos depois da formatura. Em determinado momento, uma delas resolve perguntar às outras quais foram os mitos que mais atrapalharam suas vidas.
Algumas dizem que foi o mito do casamento perfeito, como nos filmes e contos que terminavam com "...e foram felizes para sempre". Outras insistem que o mito da maternidade como uma experiência maravilhosa as fez sofrer quando se depararam com cólicas do bebê no fim da tarde e a sensação de que nunca mais teriam uma noite bem dormida. Mas todas são unânimes em afirmar que o mito da juventude como uma fase privilegiada gerou perplexidade e frustração. Falam de todas as inseguranças e dúvidas, do tempo que levaram para tomar posse de si mesmas e deixar de responder às expectativas externas. Lembram dos chás-de-cadeira nas festas em que nenhum rapaz as tirava para dançar, a agonia do telefone que não tocava, da incerteza ante o futuro.
E se dão conta, extremamente satisfeitas, dos ganhos da maturidade. Há algumas rugas, os cabelos embranqueceram, o corpo não tem os mesmos contornos da juventude e alguns limites começaram a se manifestar. Mas são pequenas perdas compensadas por extraordinários ganhos.
Aprenderam a administrar as crises do casamento e construíram uma cumplicidade que garantiu uma feliz convivência. Os filhos estão criados, e descobriram a maravilha que são os netos. Constataram que ninguém "é feliz para sempre", mas que a vida é cheia de pequenas e grandes alegrias. Momentos de sofrimento são inevitáveis, mas aprenderam e sabem que a capacidade de superação do ser humano é extraordinária.
Sentem-se mais livres, mais capazes de fazer suas próprias escolhas e de usufruir o que está a seu alcance. Nenhuma delas lamenta a juventude perdida, e algumas chegam a afirmar: "Eu não queria voltar de maneira nenhuma aos meus dezoito anos!"
Pesquisadores realizaram um estudo de longo prazo com habitantes de uma cidade grande, entrevistando-os diversas vezes ao longo de três décadas. Quando lhes perguntavam qual a época mais feliz de suas vidas, respondiam sem pestanejar: "AGORA!" <<<<<<

domingo, 7 de outubro de 2007

As asas se batem
Querem alcançar a liberdade
Não querem mais casulo
Apenas coragem
E ao bate-las
Não mais se reconhecem
Trocam de identidade
Se transformam em borboletas
Escorregam pelos ventos
Residem em flores
Suas cores e suas pétalas
São um primor para os homens
E de tudo na vida tira-se um proveito
Seja na forma de palavras,pinturas ou desenhos

O seu ritmo
Parece que encanta
Pois nada é mais belo
do que a sua leveza

E tanto as borboletas como os pássaros
Nos inebriam por sua beleza
e suas penas multicoloridas
Seus instintos que interessam tanto aos biólogos
e sua capacidade de tão elevada inspiração.

MINHA FADINHA....


MINHA FADINHA....

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

RUBEM ALVES

Sonho com um jardim. Todos sonham com um jardim. Em cada corpo, um Paraíso que espera... Nada me horroriza mais que os filmes de ficção científica onde a vida acontece em meio aos metais, à eletrônica, nas naves espaciais que navegam pelos espaços siderais vazios... E fico a me perguntar sobre a perturbação que levou aqueles homens a abandonar as florestas, as fontes, os campos, as praias, as montanhas... Com certeza um demônio qualquer fez com que se esquecessem dos sonhos fundamentais da humanidade. Com certeza seu mundo interior ficou também metálico, eletrônico, sideral e vazio... E com isto, a esperança do Paraíso se perdeu. Pois, como o disse o místico medieval Angelus Silésius:


Se, no teu centro
um Paraíso não puderes encontrar,
não existe chance alguma de, algum dia,
nele entrar.

Este pequeno poema de Cecília Meireles me encanta, é o resumo de uma cosmologia, uma teologia condensada, a revelação do nosso lugar e do nosso destino:

"No mistério do Sem-Fim,
equilibra-se um planeta.
E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro:
no canteiro, urna violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,
entre o planeta e o Sem-Fim,
a asa de urna borboleta."

Metáfora: somos a borboleta. Nosso mundo, destino, um jardim. Resumo de uma utopia. Programa para uma política. Pois política é isto: a arte da jardinagem aplicada ao mundo inteiro. Todo político deveria ser jardineiro. Ou, quem sabe, o contrário: todo jardineiro deveria ser político. Pois existe apenas um programa político digno de consideração. E ele pode ser resumido nas palavras de Bachelard: "O universo tem, para além de todas as misérias, um destino de felicidade. O homem deve reencontrar o Paraíso." (O retorno eterno, p 65).


"





RUBEM ALVES

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

sábado, 22 de setembro de 2007

Coincidências, Sincronicidades, Habilidades

Coincidências, Sincronicidades, Habilidades
por Vera Ghimel -

Uma amiga me contava que há um tempo, quando ainda não havia despertado para a espiritualidade, lera um texto sobre coincidências, sincronicidades e habilidades. Achei um bom tema para explorar.

No passado, a humanidade qualificava os acontecimentos como coincidências. Com a chegada da teoria junguiana, e mais tarde da física quântica, passou-se a definir a vida como possibilidades sincrônicas. O Universo está pronto com as infinitas possibilidades, nós é que precisamos nos afinar com ele para desfrutar dessa parceria. Hoje, o que estamos buscando são as habilidades. Não só estarmos receptivos às sincronicidades como estimular esses movimentos sincrônicos, o que nada mais é do que co-criar.

O que nos impede de poder interferir com o natural movimento sincrônico é apressar os acontecimentos. Precipitar o que “achamos” ser o melhor pra nós para obtermos os resultados pretendidos. Vou exemplificar: consideremos que você queira viver um grande amor e que já focalizou o pretendente pelos olhos. Ele ainda não sabe de seu interesse, mas você já o idealizou no posto de ser o marido ideal. Fica, então, pedindo ao Universo que facilite as circunstâncias necessárias para a aproximação.
Ele, por sua vez, está meio “avulso” e aberto a novas experiências, o que viabiliza a realização do início do seu desejo. Quando começam a se relacionar, você percebe que não é nada daquilo que imaginava. Rompe-se, muitas vezes, o relacionamento com mágoas, o que poderia ter sido melhor se fosse de amizade (isso serve também para os homens).

Emprego, casa, carro, profissão, relacionamentos, sucesso poderão se tornar um pesadelo pela forma como são buscados. Pedir não é o problema, pois o Universo dá sem questionar ou julgar o pedido. O problema é receber e administrar. Estar “comprometido” com o seu pedido. Querer e desejar são verbos que podem traduzir momentos passageiros. Quantas vezes queremos algo e logo depois desistimos? Somos muitas vezes como crianças com vontades e desejos passageiros, sem atinarmos para as conseqüências deles.

Mas como saber se o nosso pedido ao Universo pode ser algo de ruim pra nós? Simples: Se queremos ter estabilidade financeira pedimos que estejamos naquele momento comprometidos com a abundância e prosperidade em nossa vida e que o Universo traga tudo de melhor.

Vou contar uma história de um amigo próximo que só dizia que queria um carro esportivo do tipo utilitário e teria que ser branco. Ficou perseguindo esse desejo pela palavra de co-criação com o Universo e só apareciam carros de outras marcas e de outras cores. Chegou a ter um vermelho, mas não desistiu. Queria porque queria!
Pois bem, conseguiu aquilo que ele achava ser o melhor pra ele. Por algum motivo que eu não sei bem explicar, a partir dali começou uma descida em sua vida pessoal, financeira, emocional e espiritual, fazendo com que ele desaparecesse de circulação em profunda depressão. Seu carro esteve parado em sua porta por mais de 2 anos, até ser rebocado, recentemente.

Outro caso que conheci e que foi parar na televisão foi o do brasileiro que decidiu, há muitos anos, ir para os EUA para ser ator. Queria ser rico e famoso, em Hollywood, na Flórida, e achava ser pela porta da arte cinematográfica. Penou com a carreira de ator (fez formação lá) por um bom tempo. Foi quando decidiu fazer medicina e hoje se tornou o maior cirurgião plástico, rico e famoso, em Beverly Hills, na Califórnia.

Às vezes teimamos com algo que não é o caminho mais indicado para obtermos o mesmo resultado, ou melhor. Para cada um de nós, a forma de aprender é diferente, por nosso próprio desejo. Se para uns a riqueza virá do sucesso profissional, para outros será através de uma loteria ou mesmo herança. Nós precisamos pedir ao Universo e se comprometer em recebê-lo, mas sem perder de vista o caminho que o Universo nos trará.
Precisamos nos responsabilizar pela administração de tudo recebido e agradecer sempre. Lembrando que montamos o nosso projeto de reencarne com o que entendemos ser o melhor pra nós e este não é submetido a nenhuma apreciação, nem de Deus.
Assumimos a forma com que queremos reencarnar e viver as experiências aqui, o que não garante que seja um projeto eficaz. Podemos renegociá-lo (breve ensinarei como, no meu livro "Renegociando o Karma") e mudar a forma desse aprendizado ser vivido. Salvo as situações em que a pessoa vem com limitações indicando que não quer interferências. Mas, mesmo assim, podemos ver se há um jeito, pois temos o direito de reestruturar a nossa passagem por aqui. Basta mantermos a essência do aprendizado.

Lembre-se: sofrimento nada mais é do que a ante-sala do que realmente sentimos. Se atravessarmos o “medo de sentir” (sofrimento), entraremos nos verdadeiros sentimentos que muitas vezes protegemos por muitos anos. O sofrimento é a certeza da porta fechada que não nos deixa ter contato com o que é. Vencidos os obstáculos, estamos aptos para viver nossas habilidades e co-criarmos com o Universo.

Lei da Atração

Vidas Passadas e a Lei da Atração
por Maria Silvia Orlovas -

Muitos amigos e clientes têm me perguntado sobre a Lei da Atração e isso gerou uma investigação da questão das Vidas Passadas, pois a maioria das pessoas entende que numa sessão aparecerão as situações que geraram o karma que estão vivendo. Se por acaso o sofrimento é com o companheiro ou companheira é esperado que descubramos uma vida em que aconteceu um grande desacerto, um abandono, uma terrível traição, enfim, algo que justifique o sofrimento atual. Porque o pensamento linear está preso à Lei da Causa e Efeito como um castigo.
Posso dizer que culpa é até uma palavra pouco usada, já que hoje em dia entendemos ser absolutamente necessário nos libertarmos dela, porém o sentimento como vibração persiste na egrégora das pessoas, mesmo daquelas que acham que não têm.

Quando as pessoas me procuram, sempre explico que existe uma condução espiritual para o trabalho e que nos será revelado aquilo que temos capacidade de compreensão e isso se deve exatamente à Lei da Atração, pois essa lei não se aplica apenas a um processo mental simplista que gera resultados, mas a tudo na nossa vida.

Vejo que muitas pessoas estão presas a conceitos superficiais da Lei da Atração imaginando que se tiverem pensamentos positivos tudo se resolve a contento, mas não é bem assim que acontece na prática. Pelo simples motivo que poucos de nós vibram em uníssono, pensamentos, palavras e atitudes. Aliás, poucas são as pessoas que realmente acreditam em suas palavras e refletem as mesmas em atitudes.

Às vezes é até fácil falar em coisas positivas, no entanto, os sentimentos que geram os pensamentos continuam vibrando em ondas cheias de dor, mágoas que conscientemente não queremos ter, mas temos...
Vidas Passadas respeitam a mesma condição. Não adianta apenas pensar que pagamos contas de atos do passado. Muitas vezes é mostrado que hoje enfrentamos os maiores desafios em nossas próprias sombras, pois o motivo não está no outro, mas em nós mesmos.
Vou usar o caso de Antonio para exemplificar o que isso significa.

Ele, um engenheiro formado por uma conceituada universidade daqui de São Paulo me procurou para entender porque sua vida profissional não dava certo. Comprometido com o trabalho, exigente e detalhista em seus projetos, tinha inclusive dificuldade para receber seus serviços. Sofria demais tentando encontrar segurança, buscando empregos fixos que sustentasse o seu padrão de vida espartano. Mesmo assim as coisas não fluíam... Assim ele imaginava que em vidas passadas deveria ter destruído cidades, matado pessoas, e sacrificado a felicidade de alguém. Ele não falou em culpa, mas esse sentimento estava embutido em suas palavras.

Quando explico que autoconhecimento é importante, não estou falando apenas de meditação e de outras técnicas que ensinam como melhorar nossa qualidade de vida mas de um mergulho em nossas reais intenções. Percebo no meu trabalho que as pessoas costumam acobertar suas falhas até de si mesmas. Fecham as portas do inconsciente e jogam fora a chave. Num movimento de autoproteção. Dizem ao mundo que querem fazer tudo certo, mas não aceitam o erro como parte do processo de aprendizado. Falta humildade de assumir falhas e coragem de retomar caminhos.
Como ensinam os Mestres, a aceitação é um caminho importante de cura.
Na sessão de Antonio, ao contrário do que ele esperava, apareceu seguindo a Lei Universal da Atração, uma vida em que ele era filho de um homem muito rico e que não precisava fazer nada para ganhar a vida. Com isso foi perdendo o interesse pelas coisas do mundo já que não tinha que conquistar nada. Sua apatia foi criando uma casca de proteção recheada de inércia. Desse modo, ele não necessitava de nada do mundo, não precisava do aprendizado, nem da movimentação que a vida exige de todos nós. Ele criou um afastamento das pessoas e de tudo ao seu redor.
Ao contrário do que pensou nada foi mostrado no sentido de destruição, de pessoas mortas, batalhas. Ele não estava sendo punido por atitudes externas. O que esse homem vivia era o fruto de seu plantio anterior no solo de sua mente superconsciente. Ele havia na vida passada se fechado, se afastado do mundo. Disse para a sua parte divina que não precisava de nada. Criou um mundo de negação. Ao mesmo tempo, continuava exigente, gostava de coisas caras, sabia apreciar o belo, mas hoje não tinha mais dinheiro para comprar nada disso.
A negação é uma atitude muito triste. Precisar de coisas em excesso também o é. Neste raciocínio precisamos equilibrar nossos quereres. A sociedade de consumo diz o tempo todo que precisamos de coisas. Você pode observar em sua própria vida, quando vai ao shopping: tudo é lindo, tudo é novidade e nossas roupas, nossa casa parece um antiquário....
O que fazer?
Não querer coisas?
Viver na simplicidade?

No aprendizado espiritual aprendemos que é necessário um equilíbrio em nossa vida. Nosso desenvolvimento espiritual é para aprender a dar valor ao que de fato tem valor, pois a vida é feita de constantes escolhas. Claro que não precisamos de tudo o que vemos de bonito a nossa volta. Inclusive, muitas coisas devem ficar exatamente onde estão.
Os Mestres ensinam que devemos carregar as coisas boas como lembranças felizes em nossas mentes, mas para isso precisamos criar um espaço dentro de nós.

Na sessão de aconselhamento que se seguiu conversando com o Antonio nos deparamos com outras importantes questões que ele não mencionou como o fato de não conseguir permanecer em seus relacionamentos afetivos porque se sentia cobrado... Ele também me confidenciou que detestava morar com sua família já que era um homem feito e acreditava que o certo na sua vida seria viver sozinho.
Raiva e culpa se misturavam em seus sentimentos. Afinal, não há nada de errado alguém querer se sustentar e ser dono de sua vida. Mas porque que isso não se abria para ele?
Conversamos muito sobre sua postura em diversas facetas de sua vida que não cabe aqui mencionar. Enfim, chegamos juntos à conclusão que a cura de tudo isso que ele estava sentindo seria mesmo a aceitação da sua vida e ir tirando a raiva do coração, porque enquanto ele sentisse essa revolta sem nome vibrando no peito, as pessoas e o mundo refletiriam exatamente essa vibração.

Saindo da sessão, resolvi escrever esse artigo porque ficou claro que a Lei da Atração só poderá trazer amor, prosperidade e coisas boas para nossa vida quando estivermos vibrando essa luz. Enquanto apenas desejarmos essa cura sem mergulhar profundamente para limpar nossa alma, nada disso acontecerá e a Lei da Atração será apenas mais um modismo da auto-ajuda.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Criando Prosperidade

Criando Prosperidade
por Vera Ghimel - veraghimel@oi.com.br

Para que possamos mudar da escassez para abundância, primeiro temos que avaliar as nossas convicções sobre o dinheiro. De nada adianta você desejar prosperidade e acreditar na dificuldade. Por educação ou cultura vigente estamos sempre com dúvidas se merecemos, se somos competentes o suficiente para alcançarmos os objetivos, se é certo desejarmos ter uma vida confortável quando “tantos passam necessidade” e mais uma grande quantidade de prisões que não permitem a sua decolagem.

Mas construir a prosperidade requer velocidade. Aja rapidamente. Parta para a ação inspirada como diz Joe Vitale em seus livros. Primeiro defina uma intenção, depois siga os seus impulsos (os sinais). Não deixe o seu Ego tomar conta do seu movimento, pois ele está contaminado pelas instruções negativas de infância. Eu ajudo a desprogramar, em meu consultório, retirando os padrões infantis implantados nos temas dinheiro, saúde e amor. Na infância que aprendemos como lidar com esses três temas seja de uma forma boa ou não. É com essa ótica aprendida que levamos para o resto da vida nossa relação com estes assuntos. São os 3 pilares.

Para reforçar a idéia pretendida focalize imagens alegres, inspiradoras. Tem uma forma bem interessante no filme “O Segredo” que nos ensina a colar imagens numa cartolina ou quadro de cortiça, de tudo aquilo que se quer. Mas sempre com o pensamento de que ali já foi tudo conseguido, como num painel de conquistas. Seja o que for que você definiu como objetivos e desejos, vá buscando imagens e colando como num grande mosaico de coisas boas. Esta forma me pareceu muito eficaz para quem tem dificuldade de visualização de seus desejos. Cultive o seu jardim de alegrias. Você verá que aparecerão as oportunidades para que aquelas imagens se concretizem. No filme “O Segredo” um homem se assustou ao ver, depois de algum tempo, que havia comprado a mesma casa que colara como representação do seu desejo. Quando você visualiza, você materializa.

Somos criadores de nossa realidade e isso é um fato. Quanto mais impregnamos de sentimentos nossos pensamentos, mais rápido eles se tornarão realidade. Tudo o que você pensa mesmo que estiver apenas lembrando (mental no passado), observando (mental no presente) ou imaginando (mental no futuro) acontecerá.

Confiar que se manifestará o que deseja é essencial, mas não controle a forma, pois o Universo tem bilhões de possibilidades de confeccioná-la. Mas também não fique com sentimentos que o que você deseja é tão grande que o Universo vai demorar pra lhe trazer. Isso não é verdade. Ele traz qualquer coisa. O que o impede de fazê-lo é você mesmo. Não crie mensagens conflitantes em que uma hora você está na sua casa própria, com conforto e numa outra, está com medo de assumir grandes responsabilidades. O pensamento não pode retroagir e nem desistir. É como se você escrevesse uma carta, enviasse e no meio do caminho resolvesse interceptá-la. Assim ela jamais chegará ao seu destino. Tenha certeza do que quer.

Desprograme os pensamentos enraizados quanto ao tempo e espaço. Pedi e recebereis. Bata e a porta se abrirá. Você é o diretor, produtor e roteirista de sua própria existência. É ai que mora o perigo. Depois não reclame se atrair um monte de coisas das quais não gostaria. Pense direitinho, afinal, todos queremos rodar um bom filme para sentirmos o gostinho de receber o nosso Oscar pelo conjunto da obra.

terça-feira, 11 de setembro de 2007

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Pablo Neruda


Mulheres

Pablo Neruda
Elas sorriem quando querem gritar.
Elas cantam quando querem chorar.
Elas choram quando estão felizes.
E riem quando estão nervosas.


Elas brigam por aquilo que acreditam.
Elas levantam-se para injustiça.
Elas não levam "não" como resposta quando
acreditam que existe melhor solução.


Elas andam sem novos sapatos para
suas crianças poder tê-los.
Elas vão ao medico com uma amiga assustada.
Elas amam incondicionalmente.


Elas choram quando suas crianças adoecem
e se alegram quando suas crianças ganham prémios.
Elas ficam contentes quando ouvem sobre
um aniversario ou um novo casamento.

Pablo Neruda

Por isso é um guerreiro da luz; porque passou por tudo isso e não perdeu a esperança de ser melhor do que já foi.


Todo o guerreiro da luz já teve medo de entrar em combate.
Todo o gerreiro da luz já traiu e mentiu no passado.
Todo o guerreiro da luz já trilhou um caminho que não era o dele.
Todo o guerreiro da luz já sofreu por coisas sem importância.
Todo o guerreiro da luz já achou que não era guerreiro da luz.
Todo o guerreiro da luz já falhou nas suas obrigações espirituais.
Todo o guerreiro da luz já disse sim quando queria dizer não.
Todo o guerreiro da luz já feriu alguém que amava.


Por isso é um guerreiro da luz; porque passou por tudo isso e não perdeu a esperança de ser melhor do que já foi.




Paulo Coelho, "Manual do Guerreiro da Luz"

ACHEI LINDO....


As asas se batem
Querem alcançar a liberdade
Não querem mais casulo
Apenas coragem
E ao bate-las
Não mais se reconhecem
Trocam de identidade
Se transformam em borboletas
Escorregam pelos ventos
Residem em flores
Suas cores e suas pétalas
São um primor para os homens
E de tudo na vida tira-se um proveito
Seja na forma de palavras,pinturas ou desenhos

O seu ritmo
Parece que encanta
Pois nada é mais belo
do que a sua leveza

E tanto as borboletas como os pássaros
Nos inebriam por sua beleza
e suas penas multicoloridas
Seus instintos que interessam tanto aos biólogos
e sua capacidade de tão elevada inspiração.



(DESCONHEÇO AUTOR)

PRA VOCÊ MEU AMIGO



UM CARINHO
UM AGRADINHO
UMA EMOÇÃO TE CONHECER
BEIJUSSSSS.

sábado, 1 de setembro de 2007

VOCÊ

Só você ouve minha vóz
Acalenta esse amor
Que outrora trouxe aflora
É contemporâneo agora
Não vá embora
A hora é agora.
F.LAN
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

ASPECTOS DAS FADAS


ASPECTOS DAS FADAS

A imagem clássica das fadas é que são pequenas e lindas criaturas, de olhar fascinante, com longos e brilhantes cabelos, cuja beleza era louvada pelos poetas clássicos, desde Homero a Eurípides.

Possuem também, em alguns casos, uma certa capacidade de metamorfoses, porém geralmente aparecem com o mesmo aspecto. Podemos vê-las vestindo luxuosas roupas, sem desdenhar por isso o seu "traje de Eva", surgindo nuas entre as flores. Brilham com luz própria e algumas têm asas que lhe permitem voar, embora não as usem muito. Há ainda algumas, que usam um cajado mágico, que utilizam para lograr seus propósitos, o qual, na forma de uma varinha mágica, acabou associado para sempre a imagem das fadas em todo o âmbito mitológico do Ocidente.

Outra característica importante das fadas é a voz. Todo aquele que já teve oportunidade de ouvi-las, dizem que é doce e muito bonita, como um canto de pássaro. Já seus cabelos são loiros ou de castanho claro, brilhantes como o sol. Geralmente estão soltos sobre as costas, ou então tramados em tranças. A imagem mais reiterada nas lendas é de uma fada penteando continuamente seu cabelo com pente de ouro.

MÚSICA E DANÇA


MÚSICA E DANÇA

Todos sabem que as fadas gostam de música suave e melodiosa. Elas têm verdadeiro pavor de raios e odeiam ouvir sons de tambores e sinos, que possuem o poder de afugentar os malefícios. Mas, o que mais as aterroriza em relação aos sinos, não é tão somente o som, mas também por serem feitos totalmente de ferro, metal que as deixam apavoradas. As Fadas não possuem nada de ferro, em troca, usam ouro para confeccionar suas armas e utensílios domésticos.

As fadas têm instrumentos musicais com os quais acompanham suas canções, sendo os mais habituais, os de corda, como as harpas, os violinos, guitarras e outros menos conhecidos como o berimbau. Elas são aficionadas pela música e pela dança, que realizam principalmente na primavera, perto da meia noite, momento que se reúnem no cume das montanhas e dançam, as vezes freneticamente, quase toda a noite. Pelos famosos "anéis de fadas", se pode descobrir os mágicos enclaves onde tem lugar esses bailes e, possivelmente, a entrada de suas moradas.

O baile sempre se realiza em círculo ou em corro, porém dando-se as costas. Esse dado é confirmado pelo testemunho já realizado por algumas pessoas, que afirmam que as fadas cantam e dançam de mãos dadas, mas sem olharem-se se frente, mas sim com as costas voltadas para o interior do círculo. Os homens devem abster-se de participar de seus bailes, pois sua música e sua dança são de tal intensidade e embriaguez que os seres humanos são atraídos ao corro, mercê de um feitiço mágico que lhes impele a unir-se a elas, e podem chegar a morrer de esgotamento sem dar-se conta, pois uma vez que começam não podem parar. Só existe uma maneira de romper esse feitiço dançante, e és que seus amigos, fazendo uma cadeia humana, desde o exterior do círculo e agarrando-lhe pela roupa, puxem-no fortemente, deixando ao menos um pé fora.

O baile das fadas deve forçosamente terminar ao amanhecer, momento em que os primeiros raios de sol começam a despontar, e rapidamente se retiram aos seus belos palácios entre as rochas ou para o interior de uma fonte, cujas entradas cobrem as águas.

Quando dançam, as fadas o fazem em torno de um montão de rosas que logo são espalhadas pelas encruzilhadas dos caminhos

FADAS


No que se refere as características comuns que adotam esses espíritos femininos da natureza, tanto se são fadas encantadas como fadas da água, são muito similares:

*Todas são seres femininos e vinculados a natureza, sobre tudo ao mundo aquático, florestal e telúrico.

*Numerosas lendas as descrevem com cabelos dourados, os quais penteiam com pente de ouro.

*Tem voz muito sedutora.

*Seus olhos são de um verde muito profundo.

*Algumas parecem nuas e outras vestem túnicas brancas ou prateadas, providas de capas.

* Lavam meadas de lã cujos fios parecem ser de ouro, e fiam as ditas meadas com uma roca de ouro.

*Cuidam de galinhas e porcos que possuem o aspecto áureo.

* São encontradas na entrada de covas ou na margem das fontes.

*Gostam de dançar em corro.

*Possuem suntuosos palácios e reinos.

*São guardiãs de fabulosos tesouros de todo o tipo que estão encantados. Se alguém as liberta ou desencanta, essa riqueza passa ao libertador.

* Se apaixonam por mortais e, as vezes, se casam com eles.

*Roubam crianças e jovens humanos, trocando-os, as vezes, por réplicas.

*Cuidam do gado, sobre tudo de touros e vacas.

*Podem se transformar em animais ou em pessoas do sexo oposto.

*Podem proferir ameaças, profetizar desgraças e lançar maldições.

*Em muitas ocasiões, esses seres se apresentam na forma humana, porém com alguma deformidade: grandes seios (ijanas), pés de cabra ou de foca (lamias), cola de peixe (sereias), etc.

*Podem ser incapazes de aprender a contar.

*No dia e noite de São João é quando podem perder a invisibilidade e transformarem-se em belas e perfeitas mulheres. Também é o dia que se dá as condições favoráveis para serem desencantadas.

FADAS E HUMANOS


A atitude das fadas em relação aos humanos têm uma inclinação extremamente moralista. Contam que, no que a elas se refere, ditam elevadas normas de ordem para os lares humanos a serem visitados, enquanto que proíbem a existência dos olhos humanos quando o fazem. Elas castigam todo e qualquer intento de espiá-las ou qualquer tipo de violação de sua intimidade.

As fadas gostam de seres humanos alegres e generosos e sentem especial simpatia pelos apaixonados. A falta de generosidade, rudez e o egoísmo, desagradam muito as fadas populares. Também lhes desagradam os indivíduos sombrios.

AS FADAS ESCURAS


AS FADAS ESCURAS

As fadas são chamadas de "Escuras" por viverem no subterrâneo, mais freqüentemente debaixo colinas e não por serem más. Elas também podem habitar lugares escuros das nossas casas como vãos de escadas e porões.

No lugar de temer estas fadas, devemos ser espertos e procurar sermos seus amigos. As que vivem dentro de nossas casas irão nos proteger e abençoar. As que moram fora, no pátio por exemplo (e elas estão em toda a parte!), cuidarão de nossa propriedade e ajudarão fazendo com que nossas plantas e árvores cresçam fortes, permitindo ainda, que encontremos alguma pedra ou tesouro que nos auxilie nos trabalhos de magia.

O Povo Pequeno serve de barômetro para aferir o estado de vibrações de sua casa. Se estiver atraindo ou enviando energias negativas, eles ficam quietos e se afastam. Eles também, atraem a sua atenção para o problema se você não o notar imediatamente.

ENTRANDO EM CONTATO COM AS FADAS




Está na Natureza a essência de todas as crenças e religiões. O primeiro passo para vivenciarmos o "Divino" está em observarmos a Natureza e nos unirmos à beleza de sua Criação. A simples caminhada em parques que possuam muito verde, já nos dará sábios ensinamentos. Se tiver oportunidade, sente-se no topo de uma colina e contemple os campos e bosques. Deixe então sua mente voar livre para um outro tempo, imaginando como deveria ter sido este local há milhões de anos atrás. Tais pensamentos farão despertar sua memória ancestral genética que lhe foi transmitida e que agora está disponível e reverente. Lembre-se que você é descendente direto de um antigo pagão que já sabia o que deseja saber agora.

Se você possui um lindo jardim, considere-se uma pessoa com muita sorte, pois poderá realizar esta viagem astral no meio dele. Caso você more em apartamento, um planta qualquer que dê flores, poderá lhe ajudar a se conectar com os ciclos da vida da Natureza. O pequeno ato de cuidar de uma plantinha ou de seu jardim já é capaz de gerar uma vibração em sua aura que pode ser detectada pelas formas de vidas silvestres. Através desta vibração, sua presença é percebida e as fadas por certo não ficarão indiferentes, pois elas são entidades mágicas envolvidas com a força vital das plantas e dos animais. Ao criar um elo mental com esse conceito através da emersão nos ciclos vitais da Natureza (e de suas caminhadas pelos parques), fica mais fácil alinhar-se com os espíritos da Natureza.

Acreditar nas fadas e nos espíritos da Natureza é parte integrante da consciência mágica de todo o pagão. Isso fortalece as forças que mantêm e direcionam a sincronicidade em nossas vidas.

Não somos viajantes sós, pois sempre temos ao nosso lado um guia espiritual, ou espíritos de familiares e um grande número de espíritos da Natureza. Através deles nos ligamos à própria fonte dos mistérios, nos ligamos a outros Mundos e outros Seres. Nos ligamos à Fonte Primordial, que é aquela que nos gerou e para a qual um dia retornaremos.

ROSAS


A essência de rosas é um forte atrativo de fadas, um banho com rosas lhe irá facilitar o contato com elas. Para a preparação do banho coloque 21 pétalas de rosa cor-de-rosa em uma chaleira de cobre contendo água e uma tampa. Depois deve aguardar o espaçamento de uma Lua Cheia à outra Lua Cheia, só então poderá usar o seu conteúdo para banhar o corpo e os cabelos. Tome este banho antes de cada ritual mágico dedicado às Fadas.

ALIMENTO PARA AS FADAS


ALIMENTO PARA AS FADAS

Todas as fadas adoram gengibre, mel, leite, bolos, balas, biscoitos e sucos. Para atraí-las coloque a guloseima sobre uma pedra de pirita, prata, cristal, quartzo ou lunária. Apreciam também essências fortes como canela e pinho. Mas você deve dar de comer a elas sempre realizando um trato. Antes de conceder-lhes o alimento, diga:



"O QUE É MEU É SEU,

O QUE É SEU É MEU."



Peça então para que elas tornem sua casa um lugar alegre e diga que sempre serão bem-vindas.



As fadas amam jardins bem cuidados e você pode transformar o seu em um altar para elas. Plante nele muitas flores azuis, lírio-do-vale, dedaleira, gesta e rosas. Crie também um pequeno lago escavando a terra e colocando pedras em sua borda, para atrair as fadas da água. Mas há também fadas que gostam de lugares selvagens, portanto deixe uma pequena parcela da área sem cultivo. Suas oferendas serão muito bem aceitas quando colocadas em uma cesta e depositadas neste jardim.

Se chamá-las para participar de um ritual, mantenha-o leve e alegre. Elas gostam de muita música e dança.

**************************************************

*****************************

****

terça-feira, 7 de agosto de 2007

IEMANJÁ


AS VESTES AZUL E BRANCA
Você deve fazer este ritual numa praia, em água corrente e até visualizando um destes ambientes. Primeiro mentalmente viaje até seu útero, no momento do encontro se concentre. Respire profundamente e leve novamente sua consciência para o útero. Agora respire pela vulva. Quando se achar pronta, com o mar a sua frente, entre nele. Sinta a água acariciando seus pés, ouça o barulho das ondas no seu eterno vai-e-vem. Chame então a Iemanjá para que venha encontrá-la. Escolha um lugar onde você puder boiar tranqüilamente e com segurança. Sinta as mãos da Iemanjá acercando-se de você. Abandone-se em seu abraço, ela é mãe muito amorosa e espetacular ouvinte. Renda-se aos seus carinhos e entregue-se sem medo de ser feliz. Você está precisando revigorar sua vida amorosa, procura um emprego ou um novo amor? Faça seus pedidos e também lhe fale de todas suas angústias e aflições. Deixe que Iemanjá alivie os fardos que carrega. Ela carregará consigo para o fundo do mar todos os seus problemas e lhe trará sobre as ondas a certeza de dias melhores, portanto abandone-se à imensidão do mar e do seu amor.



Quando estiver pronta para voltar, agradeça a Iemanjá por estes doces momentos passados com ela. Então estará livre para voltar à praia, sentindo-se mais leve, viva e purificada.

domingo, 5 de agosto de 2007

NO CÉU



UMA BELA QUE CHORA
UMA LÁGRIMA QUE CAI

NO CÉU NÃO TEM ESTRADA
O VOO TERMINA
SE PERDE A FORÇA DO VENTO
SE PERDE A ALEGRIA
UM CAMINHO SEM VOLTA

UMA DOR QUE CHEGA
UM FRIO QUE DÓI
UM CALOR DE TEMOR

TUDO SE FOI

OUTRA LÁGRIMA QUE CAI.....


F.LAN

terça-feira, 31 de julho de 2007

DIVINA E HUMANA


QUERO SER O PESO E ABALANÇA
QUERO SER O BRANCO E O PRETO
QUERO SER A BRISA E A FEBRE
QUERO SER MAR MORTO E A TSUNAMI
QUERO SER O INTEIRO E A FRAÇÃO
QUERO SER A MATA E A METRÓPOLES
QUERO SER VIRGEM E A PROFANA
QUERO SER O OURO E A LATA
QUERO SER O COMBINADO E O ACASO
QUERO SER A MÃE E A FILHA
QUERO SER A ESPOSA E A AMANTE
QUERO SER A FADA E A BRUXA
SOU FELICIDADE, SOU TRISTEZA
SOU DIVINA, SOU HUMANA.
F.LAN

O AMOR MÁGICO


O AMOR MÁGICO

Só quem vive uma vida mágica, sabe o quanto o amor é poderoso, pois é ele que molda nossos corações.

Dizer "eu te amo" pela primeira vez a uma pessoa é um ato repleto de mistério, espanto e perigo. Mas, dizer essas três palavras é ainda, um ato de poder altamente energizado. O poder da palavra não é um ato banal e por isso, pensamos e escolhemos as palavras cuidadosamente, pois só o poder da palavra nos ligará àquele que amamos. Inclusive não é preciso ser um grande poeta para escrever versos ou poemas quando estamos apaixonados. Portanto, comece você agora a escrever um soneto e encantamento pedindo sabedoria para discernir o que é necessário para sintonizar-se com o verdadeiro amor ou a coragem de abrir sua vida ao amor. Os dois objetivos são extremamente válidos, já que os maiores obstáculos ao amor são a ignorância do que é o amor e o estilo de vida e por vezes egoísta, onde não há espaço para o amor.

Para aumentar a força mágica do amor use a "chuva das fadas" (orvalho), pois seu poder repousa em origens misteriosas. O orvalho é a umidade natural da terra que aparece da noite para o dia, enquanto ela (terra) sonha. No mundo das Fadas, o orvalho é especial por sua beleza e fragilidade.

Você pode realizar um ritual muitos simples para ativar o poder do amor se utilizando desse elemento mágico da natureza. É só acordar cedinho, antes do amanhecer e colha algumas folhas ou graminhas úmidas de orvalho. Examine-as bem de perto e em seguida, ofereça-as aos quatro pontos cardeais, traçando um círculo informal em torno de si. Vire para o leste, levantando as folhas e diga:

"Esfrego esse orvalho das Fadas na minha cabeça para que seja invadida de pensamentos de amor". Esfregue as folhas na testa.

www.borboletaprateada.blogspot.com

Arquivo do blog